Causas da Obesidade

De uma forma generalizada, a obesidade surge no organismo de alguém quando a quantidade de gorduras ingeridas é muito superiores às gorduras queimadas. O fato disso acontecer tem inúmeras causas, algumas delas nem sequer estão ligadas à alimentação, por isso as causas da obesidade são várias, incluindo fatores genéticos, ambientais, psicológicos e até sociais.

A obesidade não é hereditária, isto é, não é por possuir um familiar próximo com obesidade que terá obrigatoriamente esse problema de saúde. No entanto, com a convivência regular com essa pessoa, terá grandes probabilidades de adotar o mesmo tipo de hábitos que ela, incluindo até na alimentação, que muitas vezes é afetada pelo ambiente envolvente ou até por opiniões de outras pessoas. Adotando o mesmo estilo de vida de alguém que sofre de obesidade, é muito provável que mais ano menos ano esteja na mesma situação ou até pior. Existem alguns estudos que referem a genética como uma causa da obesidade, mas nenhum desses estudos foi comprovado cientificamente, mesmo tendo alguns exemplos concretos, por isso não pode ser considerado uma das causas da obesidade.

O ambiente social em que está inserido é também um dos fatores para o surgimento da obesidade no seu organismo, isto é, deve evitar mudanças drásticas de hábitos alimentares, deve aprender a escolher as refeições de acordo com as suas, e do seu organismo, necessidades e ainda a reconhecer quando está a ser influenciado pelo ambiente para fazer uma má alimentação (com os odores convidativos, por exemplo), deve ainda combinar todos estes cuidados com uma atividade física regular, e para controlar tudo isto é essencial que faça o registo da sua atividade, alimentar e física.

Muitas vezes a comida é vista como uma fuga a certas emoções sentidas no momento, isto é, a maioria das pessoas que possuem peso a mais, geralmente têm alguns problemas psicológicos que lhes faz ingerir uma grande quantidade de comida quando se sentem confusos, tristes ou até nervosos. Geralmente esta situação é encarada com naturalidade, mas quando a pessoa não consegue controlar os seus atos, e a ingestão de comida se torna uma ato mecânico, então é sinal que a obesidade estará bastante próxima.

Existem ainda outras causas que podem levar à obesidade, ou simplesmente ao excesso de pesa, como por exemplo: o hipertiroidismo, o síndrome de Cushing, a depressão ou esgotamento ou certos problemas neurológicos que levam a pessoa a mudar de vida completamente. Há ainda alguns medicamentos que têm como efeitos secundários ganhar algum peso, mesmo sem mudar o seu tipo de alimentação ou a quantidade. Nestes casos, é importante que o seu médico de família tenha conhecimento da situação o quanto antes para modificar o medicamento para evitar o excesso de peso.

São muitas as causas da obesidade, embora as mais comuns tenham sido faladas aqui, no entanto é importante referir que nem todos os seres humanos reagem da mesma forma às mesmas situações, por isso nem todos os fatores servem para todo o tipo de pessoas. No caso de ganhar algum peso que não seria normal e com uma enorme dificuldade no emagrecimento, deve contactar o seu médico de família o quanto antes para que o seu diagnóstico seja feito e seja recomendado o melhor tratamento o mais depressa possível.

Comentários

  1. Elizabete da Silva Machado diz:

    Muito bom esse programa!

  2. “A obesidade não é hereditária, isto é, não é por possuir um familiar próximo com obesidade que terá obrigatoriamente esse problema de saúde”

    No entanto, se uma gestante ingere muitos alimentos gordurosos e ou tenha diabetes e isso faz com que a doença aumente, consequentemente esse bebe terá grandes chances de se tornar um ser humano obeso e até mesmo de adquirir a mesma doença (diabetes) que sua mãe tinha.
    O que que quero dizer é que a obesidade não é hereditária porém tem seus contras.
    O período gestacional deve ser muita cuidado, pois os genes maternos enviam as mesmas informações para os do bebe.

    Em geral é um ótimo conceito.

    Abraços.

Deixe o seu comentário

*